fbpx

Os Escadórios do Bom Jesus do Monte ligam o Santuário com o mesmo nome à parte alta da cidade de Braga, cidade onde está sediada a Remax Move, sendo um local de beleza única nesta região… e não só para quem gosta de exercício físico!

São no total 573 degraus, que vencem um desnível de 116 metros de altura, e seguem um percurso paralelo ao do Elevador do Bom Jesus. Estão divididos em três grandes lanços: o “Escadório do Pórtico”, o “Escadório dos Cinco Sentidos” e o “Escadório das Três Virtudes”, sendo que ao longo do percurso erguem-se capelas, fontes ornamentais e esculturas alegóricas, que representam personagens bíblicas.

Escadório do Pórtico
O Pórtico do Bom Jesus situa-se na parte inferior do primeiro lanço da escadaria. Foi erguido no ano de 1723, e nele se inscreve o brasão do responsável pela sua construção, o então Arcebispo de Braga, D. Rodrigo de Moura Teles.

Escadório do Pórtico

Neste lanço inicial encontram-se as primeiras capelas da Via-Sacra: “Cenáculo”, “Horto”, “Prisão”, “Trevas”, “Açoutes”, “Coroação”, “Pretório”, “Caminho do Calvário”, “Queda” e “Crucificação”. Já no exterior dos pilares, encontram-se duas inscrições, com referência à sua construção pela mão do arcebispo.

Escadório dos Cinco Sentidos
Este lance dos escadórios também é da responsabilidade do arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles, que não os chegou a ver concluídos, pois morreu em 4 de Setembro de 1728. Nessa parte do escadório estão cinco lances de escadas, intervalados por patamares com fontes alegóricas aos cinco sentidos, pela seguinte ordem: Visão, Audição, Olfacto, Paladar e Tacto.

Escadório dos 5 sentidos

Na Fonte da Visão existe uma estátua lançando água pelos olhos e tem na mão esquerda uns óculos. Já a Fonte da Audição está representada por uma figura que lança água pelos ouvidos, com três cabeças de boi por baixo. Quanto à Fonte do Olfacto, a figura da fonte deita água pelo nariz, tem nas mãos uma caixa aberta e de cada lado um cão. Na Fonte do Paladar a figura deita água pela boca e tem na mão esquerda uma maçã e de cada lado um macaco, sendo que na última, a Fonte do Tacto, há uma figura com uma bilha segurada por duas mãos, donde cai água, sendo as aranhas os animais simbólicos.

Escadório das Três Virtudes
Quanto ao último escadório, data de 1837 e possui três fontes dedicadas às virtudes teologais: Fé, Esperança e Caridade.

Escadório das Três Virtudes

A Fonte da Fé apresenta uma cruz simples com três goteiras nas aberturas dos cravos e a inscrição:«Correrão dele águas vivas». A Fonte da Esperança é simbolizada pela arca de Noé por baixo, da qual cai água, e tem no seu topo a estátua da esperança, pegando numa âncora na mão esquerda e uma pomba na direita. Já a Fonte da Caridade é representada por duas crianças de pé, tendo nas mãos um coração com uma bica de água.