fbpx

Braga, cidade de muitos nomes, e sede da Remax Move, tem, já todos sabemos, uma história e uma cultura rica, capaz de fazer inveja a qualquer outra região de Portugal ou do mundo! Além de “Roma Portuguesa”, ou de “Capital do Barroco”, a nossa cidade é também ela apelidada de “Cidade dos Arcebispos”.

Mas sabe porquê que é assim designada? Fique a conhecer, no artigo de hoje, a história por detrás deste nome!

Cidade dos Arcebispos, uma história intemporal

Braga é das mais antigas cidades portuguesas e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo: fundada no tempo dos romanos como Bracara Augusta, conta com mais de 2000 anos de História como cidade. No século XI a cidade é reorganizada, provavelmente com a nova designação de “Braga”, por ordem do bispo D. Pedro de Braga.

A cidade foi nessa altura oferecida como dote, por Afonso VI de Leão e Castela, à sua filha D. Teresa, no seu casamento com D. Henrique de Borgonha. Estes últimos foram senhores da cidade entre 1096 a 1112. Em 1112, doam a cidade aos Arcebispos. Com a elevação do bispado bracarense a arcebispado, a cidade readquire uma enorme importância a nível Ibérico. Nesta época, Braga chegou a ser o mais importante destino de peregrinos na Península Ibérica e, embora tenha perdido algum do seu antigo revelo, continua, hoje em dia, a ser um local com grande preponderância a nível religioso. Por estas razões, Braga é ainda atualmente conhecida como a “Cidade dos Arcebispos”.

Braga século XIX

Braga século XIX


Deixamos ainda uma história bastante curiosa sobre este tema: o arcebispo
Diego Gelmírez de Santiago de Compostela, com medo da ascensão da Sé de Braga, roubou,no século XII, as relíquias dos santos bracarenses na tentativa de diminuir a importância religiosa da cidade, sendo que as mesmas só retornaram a Braga na década de noventa do século XX.